INSCRIÇÕES ABERTAS!

blog

Mulher Negra – por mais representatividade em espaços de decisões

No mês do Novembro Negro, também é importante ressaltar o protagonismo feminino nos espaços de tomadas de decisão. É necessário fortalecer cada vez mais a presença de mulheres negras para que haja maior representatividade nesses espaços.

Primeira colocada em votação da OAB/BA é Coordenadora do curso de Direito da Católica!

Advogada há mais de vinte anos, a coordenadora do curso de Direito da Universidade Católica do Salvador, professora Germana Pinheiro, concorre a vaga e poderá se tornar a mais nova desembargadora do Tribunal de Justiça da Bahia. Sua candidatura acontece pelo Quinto Constitucional, dispositivo jurídico que estabelece aos tribunais, por lei, que uma de cada cinco cadeiras reservadas a desembargadores seja ocupada por representantes da advocacia ou do Ministério Público.

Doutoranda e mestre em Políticas Sociais e Cidadania – além de autora de diversos artigos científicos – professora Germana é uma mulher negra e sua indicação é vista como muita alegria pelo ineditismo deste alcance na lista.

Com 5.424 votos, ela foi a mais votada entre os 28 candidatos, obtendo uma diferença de quase mil votos para o segundo colocado. A primeira fase da seleção aconteceu por meio de votação dos membros da Ordem dos Advogados do Brasil Seccional da Bahia (OAB/BA). Desses, os seis mais votados foram indicados para a lista sêxtupla, homologada em 14/10 e encaminhada ao TJBA.

Em sua fala, a professora Germana ressalta que esta não é uma conquista individual. “Estamos caminhando juntos e essa é uma vitória coletiva. Sei que há uma força exponencial que me antecede” afirmou em entrevista à coluna Direito e Justiça, do jornal A Tarde. Além de agradecer pelo apoio recebido, ela destacou a importância da resistência na luta por direitos e representatividade: “Para aqueles que militam em causas sociais e anseiam superar as barreiras postas, fica o recado para que não desistam e resistam”.

Próximos passos

Agora, cabe aos Desembargadores do TJBA selecionarem três nomes, para a elaboração de uma lista tríplice, que será enviada ao governador da Bahia, a quem cabe a decisão final.

O pró-reitor acadêmico, professor, Deivid Lorenzo, explica que com a indicação da professora Germana Pinheiro “ já há razões para celebração. Democraticamente, a votação pelos pares é uma etapa muito importante, já que foi entre os advogados e houve esta performance, ter sido a mais bem votada, sendo ela uma mulher negra e professora. Reflexo da trajetória na advocacia há tanto tempo e na docência, sem dúvidas ”, comenta.

 

 

 

 

 

 

 

Texto: Maria Carolina Santana
Accessibility